A Busca da África no Candomblé

A Busca da África no Candomblé

Disponível: Em estoque

Autor: Stefania Capone
R$54,00
Icone Calcular Frete Loading
PrazoValor
A Busca da África no Candomblé é uma importante inflexão e via de acesso ao entendimento crítico da profundidade histórica desse mundo em crioulização e mistura dos novos movimentos sociais da crença e do sagrado, e por isso, mais que lido, deve ser..
saiba mais
Descrição

Detalhes

Este é um livro de raras qualidades intelectuais e textuais, capaz de dialogar simultânea e diretamente, em planos distintos, com os pressupostos da 'tradição antropológica' francesa e com as literaturas brasileira e anglo-americana sobre os cultos de possessão em geral. Entretecido à luz de um longo e detalhado percurso etnográfico demarcado pela figura de Exu ao longo do século XX no Brasil, Stefania Capone monta e discute seus argumentos com base não só na observação participante, mas também em entrevistas e em detalhada documentação iconográfica.

Como tema central desses argumentos, as relações de poder na construção da legitimidade nos cultos afro-brasileiros, desembocando na demonstração da irredutível, e histórica, constituição mútua entre a 'tradição dos orixás' e seus 'antropólogos'. Ainda que esse ponto tenha sido abordado antes e depois deste trabalho, a presença do denso cotidiano das casas de culto, com seus jogos de poder, dá-lhe uma outra dimensão que revela o intenso uso dos achados desses jogos. Neste porto de chegada, vale enfatizar ainda o belo tom de objetividade alcançado pela autora na permanente reflexão sobre sua própria trajetória de mais de uma década em interação com casas de candomblé e instituições académicas em nosso país.
Longe do olhar estrangeiro que tenta redimir a estranheza do mundo nas quimeras atribuídas ao outro que tenta decifrar ou dominar, Stefania Capone procura explicitar os limites epistemológicos de seu trabalho como elemento de análise dos fluxos e das trocas presentes na permanente recriação das tradições hegemónicas de uma África que teria originado a suposta pureza de parte do candomblé praticado do Brasil e deixado as pegadas a serem 'corretamente' refeitas pelos antropólogos que a ele se agregam.
Comentários
Sumário
Prefácio
Convenções de escrita   9
Introdução       13

PRIMEIRA PARTE - AS METAMORFOSES DE EXU
i         O mensageiro dos deuses: Exu nos cultos afro-brasileiros       53
ii         Os espíritos das trevas: Exu e Pombagira na umbanda       89

SEGUNDA PARTE - A PRÁTICA RITUAL
iii       O continuum religioso       121
iv        A reorganização do espaço sagrado       155
v         O poder contestado       177

TERCEIRA PARTE - A CONSTRUÇÃO DA TRADIÇÃO 
vi        Exu e os antropólogos       217 
vii       Em busca das origens perdidas       255 
viii      Qual África? Qual tradição?       295

Conclusão       327 
Referências bibliográficas       337 
Glossário         358 
índice remissivo       365
Informações Adicionais
Livro NOVO.

Formato 23 x 16 cm

Editora Pallas, 1ª Edição, 2009

376 páginas