A Morte não Existe

A Morte não Existe

Disponível: Em estoque

Autor: Walter Wynn
R$17,00
Icone Calcular Frete Loading
PrazoValor

Livro Usado

Precisamos de compreender que a chamada morte é uma lei geral da Terra e que não atinge só os humanos. Se a morte é uma lei geral, é, pois, muito natural que procuremos adquirir alguns conhecimentos sobre ela.
saiba mais
Descrição

Detalhes

Sobre as lousas mudas e frias dos cemitérios, suntuo-sos ou modestos, debruçam-se, geralmente em lágrimas, vultos vestidos de luto ou não, que choram os entes queridos que ali jazem: os seus mortos. Uns esperam encontrá-los no chamado Céu, outros aguardam o Dia do Juízo Final, quando, segundo a sua religião, ressurgirão nos mesmos corpos que tiveram aqui na Terra, mas estes que assim pensam não são nunca espíritas.

Os espíritas, se oportunidade lhes deparar, lhes dirão certamente: 'Cessai o vosso pranto, enxugai as vossas lágrimas, todos vós que sentis o coração lacerado pela morte do ser amado Abri o coração à esperança, porque A MORTE NÃO EXISTE!

Se somos todos cristãos lembremo-nos de que, nos livros dos padres na antiga Igreja Cristã, lia-se que era costume deles celebrar o dia da morte como o dia do nascimento, pois o chamado morto ingressava numa nova vida, até hoje chamada de eterna. Um enterro cristão naquela época, estava em oposição direta ao luto e à nota sombria que caracterizava todos os funerais de hoje.

Os primeiros cristãos levavam palmas e ramos de oliveiras nos cortejos fúnebres Entoavam, junto ao cadáver cantos que davam livre curso à alegria e ao regosijo triunfantes. Eles reprovavam o costume romano, mantido até hoje, de usar roupas pretas pelos mortos.. Falavam de seus mortos em suas preces a Deus e oravam por eles.

Precisamos de compreender que a chamada morte é uma lei geral da Terra e que não atinge só os humanos. Se a morte é uma lei geral, é,  pois, muito natural que procuremos  adquirir alguns conhecimentos  sobre  ela, e nada mais aconselhável do que se ler este livro que contém ás mais formidáveis provas da sobrevivência da alma ou espírito obtidas por um pastor protestante  que teve a dignidade de declarar no final de seu  trabalho: 'Antigamente eu acreditava na sobrevivência por1 um ato de fé. Hoje   acredito   nela porque sei que é verdadeira' Que mais para recomendar a leitura de A MORTE NÃO EXISTE podemos acrescentar após esta declaração? Os mortos vivem. Não os choreis!
Comentários
Sumário
' Prefácio do tradutor           5
Ao leitor        15

Capítulo   I
Cético, mas estupefato          19

Capítulo II
Novas pesquisas         35

Capítulo  III
Continuação das sessões nas casas do Sr Vango e da Srta Mc Creadie          45

Capítulo  IV
As pesquisas ficam cada vez mais interessantes        59

Capítulo  V
Prova indiscutível        71

Capítulo  VI
Tão claro como em fotografia        83

Capítulo  VII
Prova absoluta da sobrevivência        89

Capítulo  VIII
O Sr Stead esteve lá?          97

Capítulo   IX
Novas relações íntimas        101

Capítulo  X
Em casa de um médium particular        107

Capítulo  XI
Cada vez mais estupefato      113

Capítulo  XII
A senhora do 'Strand'    119

Capítulo   XIII
Uma revelação espantosa            125

Capítulo   XIV
Ouço uma voz  '      131

Capitulo  XV
Resultados e conclusões      135
Carta do Sr J Arthur Hill, autor do 'The Man is a Spirit'  (O homem é um espírito)   ao autor deste livro       137

Nota   do   autor   a   respeito   da   carta   do   Sr   J Arthur Hill         141
Informações Adicionais
Livro Usado. Texto, gravuras e fotografias íntegros.

Formato 21 x 14 cm

Editora Eco, 2ª Edição, 1985

141 páginas