A linguagem das cores

A linguagem das cores

Disponível: Sem estoque

Autor: René-Lucien Rousseau
De acordo com os princípios esoteristas, no plano mental o homem tem forma e cor, estando sujeito, portanto, às vibrações coloridas, bem como às leis do ritmo e dos números. Sabemos hoje que tais vibrações coloridas dão maior precisão às nossas virtudes..
saiba mais
Descrição

Detalhes

Da folha verde ao sangue vermelho, do azul do horizonte ao amarelo do astro incandescente, das cores frias às cores mais quentes, a totalidade da vida orgânica transmuda-se num vibrante ciclo energético de estruturas coloridas. De acordo com os princípios esoteristas, no plano mental o homem tem forma e cor, estando sujeito, portanto, às vibrações coloridas, bem como às leis do ritmo e dos números. Sabemos hoje que tais vibrações coloridas dão maior precisão às nossas virtudes morais. Conhecer-lhes o simbolismo universal é um meio seguro de poder controlar nossas emoções e pensamentos. A moderna experimentação científica, partindo do estudo dos fenómenos endotérmicos e exotérmicos, acha-se, no momento, apta para subjugar as pulsões primordiais ou, como querem alguns estudiosos, para dominar as trocas energéticas.

A Linguagem das Cores é um livro apaixonante. Os assuntos nele tratados, e que vão do mais profundo simbolismo às recentíssimas conquistas científicas, das noções de inconsciente coletivo ao mais amplo entendimento das coisas, constituem expressão da linguagem esoterista da natureza e um convite ao verdadeiro avanço da espiritualidade. Trata-se, enfim, de um alerta à brancura e à fraternidade da espécie humana, hoje fincada num ponto cromático do negro absoluto.

Comentários
Sumário
Cap. I - DOS FATOS AOS SÍMBOLOS
Três métodos 9
Clorofila e sangue 9
Coincidências 10
Os três planos 10
Uma 'Certa Filosofia Eterna'  11
A unidade das religiões  12
A riqueza dos símbolos 13
A 'Anima Mundi'  13
Os arquétipos 14

Cap. II - PROPRIEDADES E DEFINIÇÃO DAS CORES
Cor e luz  16
Luz invisível 16
Limites variáveis da visibilidade  17
Pureza, luminosidade e refrangibilidade 17
Amarelo e vermelho  19
Vermelho e preto  20
Cores complementares  20
O que é a cor de uma substância? 21
Dualidade e unidade  22

Cap. III - CORES FRIAS: O VERDE
O mundo vegetal  23
Por que a folha é verde  24
Um segredo bem guardado  25
A energia solar 25
A água e o fogo  27
A biosfera  28
Atividade centrípeta e atividade centrífuga 28
Vénus, a deusa 'verde' 29
A Bela Adormecida 31
A Virgem que deu à luz 31
A Lua e os gatos 33
Verde, a cor da Ressurreição e da Esperança 33
A ambivalência das cores 35

Cap. IV - CORES FRIAS: O AZUL
Por que o céu é azul  3.7
Cor da sabedoria 38
Júpiter, masculino e feminino
A Grande Margarida
'Blau' e 'goles'
O símbolo da vaca
O Yang e o Yin
Do azul ao preto
As 'correspondências'
Influências das cores sobre o psiquismo
As cores e os sons

Cap. V - A EVOLUÇÃO DO VERDE-AZUL  AO VERMELHO-PRETO NOS TRÊS REINOS
A complexidade e o entrelaçamento dos fenómenos  52
A vida em conquista da liberdade  53
Animais com sangue incolor ou azul  54
O sangue vermelho, condição do 'eu' 56
O homem, portador da luz  56
Crescimento e gigantismo, fenómenos de signo verde-azul  58 Vigília e sono
O sono, retorno à vida vegetativa  60
Do homem à flor 61
A flor não pertence ao signo 'verde' 61
O antagonismo colorido dos sexos 63
Breve incursão pelo mundo mineral 65
Oposição e dimorfismo sexuais 66
O Vermelho e o Preto  67
O dualismo universal  69

Cap. VI - CORES QUENTES: O VERMELHO 
A simbólica do fogo Composição do sangue 
A 'combustão vital' 
A cor das artérias e das veias 
O simbolismo do coração Baco e seu manto vermelho Marte, deus viril e guerreiro 
A Idade do Ferro As gradações do Vermelho 
O terceiro termo da Trindade 
O vermelho divino e o vermelho infernal O sangue, sol líquido Microcosmo e macrocosmo Fogo e fumaça A mudança de cor das frutas 84
O 'círculo' das estações
O outono e o inverno 86
O significado da festa de Natal  87
O escaravelho e o eterno vir-a-ser 88
De Stendhal à roleta 89
A queda no negro  89
A tranparência da matéria viva  90
A doença e a febre 91
A evolução dos astros 92
Luz e vida 93
Ácidos e bases. Eletricidade negativa e positiva 95
Um erro generalizado 97
Os sinais aritméticos 97

Cap. VII - CORES QUENTES: O AMARELO
A cor do verbo 99
O ouro, símbolo da palavra 100
No jardim das Hespérides  101
O ouro e o leão  102
Os alimentos amarelos  103
O sentido infernal do amarelo  104
O laranja 106

Cap, VIII - A SÍNTESE DAS CORES: O BRANCO
Pa, branco como a neve 107
A Transfiguração  108
O símbolo do leite  109
Virgindade e sabedoria  109
O branco e o quaternário  111
Branco, a cor funesta  112

Cap. IX - NEGAÇÃO DAS CORES: O PRETO
O sinal negro da Morte  114
A Morte é uma nova vida  116
O símbolo da serpente  117
O expirar e o inspirar  119
O ruivo, o marron e o cinza 121

Cap. X - MISTURA DE CORES:ROSA, VIOLETA, PÚRPURA E JACINTO
Cor-de-rosa, sabedoria de Deus  123
A Rosa, ideal feminino  124
As metamorfoses do amor 125
Os Rosa-Cruzes  126
A coroa de He cate  127
Douçura, prazer e decadência  128
Violeta, púpura e jacinto 129

Cap .XI - 05 IMPULSOS PRIMORDIAIS E AS CORES 
Da inteligência aos tropismos 
A harmonia dos contrários 
Enrolamento e desenrolamento 
Enrolamento, posição de espera 
Os anestésicos
As três secções do corpo humano 
A hibernação artificial 
As três zonas do rosto 
O medo, impulso primordial 
O medo e o frio
A psicologia do homem agachado 
Espinhos e acúleos Fisiognomonia e grafologia 
As duas máscaras
O ácido do riso e a água das lágrimas 
A oscilação entre os contrários 
O sono, viagem ao país dos arquétipos 
O convite à viagem O combate da agonia Ingestão e digestão
O nascimento ou o 9, a concepção ou o 6 
O parto é uma agonia Os símbolos da asa e da coluna 
O impreciso limite entre os sexos Prazer e justiça interior Os perfumes, filhos da luz

Cap. XII - CONCLUSÕES

ANEXOS
ANEXO I — Quadro dos valores antagónicos e das correspondências 
ANEXO II — Quadro das correspondências entre os dias da semana, os astros, as cores os metais e as pedras 
ANEXO III — Quadro das correspondências entre os signos do zodíaco, os planetas, as cores e os elementos 
VINTE ANOS APÔS
Informações Adicionais
Livro NOVO.

Formato 19,5 x 13 cm

Editora Pensamento, 9ª edição, 2004

191 páginas