Conversando sobre... Hipnose

Conversando sobre... Hipnose

Disponível: Sem estoque

Autor: Wellington Zangari e Fátima Regina Machado

Livro Usado

Se você quiser saber de forma rápida, clara e científica o que é a hipnose, aqui está sua oportunidade. Este não é um livro para especialistas, mas para quem quer saber o que os especialistas já sabem sobre o assunto.
saiba mais
Descrição

Detalhes

Você já deve ter visto, pelo menos em filme, uma figura austera, de olhar penetrante e misterioso, balançando,  ritimadamente, aos olhos de uma outra, um relógio de bolso preso por uma corrente. Deve tê-lo ouvido dizer: 'relaxe, agora; você está muito cansado; durma, durma, durma'. E deve ter reparado que a pessoa fechou os olhos e dormiu mesmo, certo? Era um hipnotizador em ação.

Se você quiser saber de forma rápida, clara e científica o que é a hipnose, aqui está sua oportunidade. Este não é um livro para especialistas, mas para quem quer saber o que os especialistas já sabem sobre o assunto.

Embora não seja tema específico da Parapsicologia, incluímos a hipnose nesta coleção porque os primeiros hipnotizadores associaram algumas experiências parapsicológicas, como a telepatia e a clarividência, à hipnose. Nossa proposta é levá-lo a desvendar o fascinante mundo da hipnose e suas relações com a Parapsicologia.
Comentários
Sumário
Agradecimentos      3
A Coleção Parapsicologia    5
Apresentação       7
Introdução     13

Capítulo 1: O que é a hipnose?    17
Quem pode hipnotizar?     20
O hipnotizador tem algum dom especial?     21
Quem pode ser hipnotizado?     23
Que condições podem facilitar
ou dificultar a hipnose?        24
Quais são as aplicações práticas da hipnose?     26
Há algum perigo em se submeter à hipnose?        27
Uma pessoa pode fazer algo que não deseje
durante a hipnose?     27
Alguém pode ficar hipnotizado para sempre?        29
Existe a regressão de idade?     30

Capítulo 2: Breve história da hipnose    37
Olhos nos olhos: expulsando demônios     38
Curando pela imposição das mãos:
o magnetismo animal de Mesmer        42
Sem crise: o sonho de Puységur        50
Do mesmerismo ao hipnotismo     52

Capítulo 3: Explicando a hipnose       57
1. Teorias psíquicas subjetivistas     58
Teoria da dissociação da personalidade        59
Teoria da exclusão psíquica relativa   61
Teoria motivacional     61
Teoria psicanalítica     63
2. Teorias psicossomáticas     64
3. Teoria reflexológica     66

Capítulo 4: Como médicos, dentistas e psicólogos hipnotizam    71
A importância da palavra     71
Utilização de estimulação combinada        73
O desafio   74
Método do pestanejamento comandado ou usual     75
Método de prova     75
Método do levantamento de mão     76
Método de Munro     77
Método do relaxamento progressivo     78
Método da fascinação     79
Método do olhar em movimento        79
Método da estrela     80
É possível fazer a auto-hipnose?     80
Pode-se realizar hipnose em um grupo?        81
Como desipnotizar alguém?     82
Surdos e cegos podem ser hipnotizados?     83

Capítulo 5: Para que serve a hipnose?    87
Hipnoterapia     87
Utilização da hipnose na remoção de sintomas     88
Utilização psicoterapêutica da hipnose     91
1.  Sugestoterapia     92
2.  Hipnoanálise        93
Benefícios da hipnose    94
Alguns exemplos de aplicação clínica da hipnose     95
1. Anestesia     95
2. Tratamento de fobias    96
3. Tratamento da gagueira     97
Aplicações não-clínicas da hipnose     97
1.  Hipnose e educação     98
1.1.  Ensino durante a hipnose     98
1.2.  Estimulação hipnótica da aprendizagem        99
2.  Hipnose e desenvolvimento da criatividade     99
3.  Hipnose nos esportes      101
3.1. Motivação   102
3.2. Treino mental          102

Capítulo 6: Hipnose e parapsicologia   105
O parapsicólogo pode utilizar a hipnose?   116
A regressão de vida é uma técnica parapsicológica?   117
Os parapsicólogos devem estudar hipnologia?   117
Os hipnologistas devem estudar parapsicologia?   118
Conclusão   119
Bibliografia      121
Os autores     123
Informações Adicionais
Livro USADO. Texto, gravuras e fotografias íntegros. 

Formato 19 x 12 cm

Editora Paulinas, 1ª Edição, 1996

126 páginas