Iniciação à Arte de Curar pelo Magnetismo Humano

Iniciação à Arte de Curar pelo Magnetismo Humano

Disponível: Sem estoque

Autor: Paul-Clément Jagot
O método não tem qualquer semelhança com a medicina alopática, já que, muitas vezes, alcança bom êxito até mesmo naqueles casos em que os demais tratamentos fracassaram.
saiba mais
Descrição

Detalhes

O magnetismo humano, espécie de radioatividade biológica que cada um de nós manifesta em maior ou menor grau, constitui-se, longe de qualquer sugestão, num poderoso agente terapêutico. Graças a esse agente, a intenção, o desejo e a vontade de sair à procura de alívio e, até mesmo, o desejo de curar um doente, geram, de fato, resultados positivos. Tais resultados independem das ideias do paciente, de vez que se produzem tanto em crianças de pouca idade quanto em adultos. O método não tem qualquer semelhança com a medicina alo-pática, já que, muitas vezes, alcança bom êxito até mesmo naqueles casos em que os demais tratamentos fracassaram.

Ainda que a pessoa interessada em magnetismo humano não se considere preparada o bastante para a tarefa de realizar curas, se se dedicar à leitura atenta do volume, seguindo-lhe os passos recomendados, sem sombra de dúvida, poderá iniciar-se nessa técnica tão necessária nos dias que correm.

O livro foi redigido com tal precisão e clareza, que o leitor, desde a primeira leitura, compreenderá quais são os modos cor-retos de proceder em cada tipo de doença, a fim de obter os resultados desejados.
Comentários
Sumário
Prefácio        9

Primeira Parte A FORMAÇÃO DO MAGNETIZADOR

I          - Introdução
1. A importância terapêutica do magnetismo, 11. 2. Pesquisas efetuadas visando a constatar sua realidade, 12. 3. Por que seu emprego não é generalizado?, 12. 4. O objetivo deste livro, 13. 5. Toda a pessoa equilibrada pode magnetizar, 14. 6. Cooperação entre a sugestão e o magnetismo, 14. 7. Conselhos ao iniciante, 14.

II        - Noções Elementares
1. O que é o magnetismo?, 16. 2. Seus efeitos espontâneos, 16. 3. A emissão dirigida, 17. 4. O magnetizador, 17. 5. O magnetizado, 18. 6. Fenómenos, 18. 7. Terapêutica, 19.

III       - Procedimentos
l. Relação, 20. 2. Olhar, 20. 3. Imposições, 21. 4. Aplicações, 21. 5. Passes, 21. 6. O sopro, 22. 7. Magnetização intermediária, Conclusões, 23.

IV      - Experimentação
1. Os sensitivos, 25. 2. Ações gerais e ações polares, 26. 3. As provas de sensítividade, 27. 4. O estado secundário ou sono magnético, 28. 5. Conselhos para observar o estado magnético secundário, 29. 6. A lucidez, 30. 7. A exteriorização, 31.8. Desdobramento, 32.

V        — Resumo Histórico
1. A Antiguidade, 34. 2. A Idade Média, 35. 3. Os precursores de Paracelso, 36. 4. De Paracelso a Mesmer, 37. 5. De Mesmer ao século XX, 43. 6. O magnetismo diante da comunidade científica, 45. 7. Atualmente, 53.

VI      — O Papel Terapêutico do Magnetismo
1. A melhoria da resistência orgânica, 55. 2. As doenças, 55. 3. As crises agudas, 56. 4. Os estados crónicos, 57. 5. As lesões irreparáveis, 57. 6. Divisão de uma sessão de magnetismo, 58. 7. Direti-vas de um tratamento, 58.
VII     — Magnetismo, Jurisdição e Deontologia
l. Atitudes das autoridades para com o magnetismo, 60. 2. A lei, 61. 3. Atitudes dos magnetizadores diante da comunidade médica, 61. 4. Para uma regularização da profissão de magnetizador, 62. 5. Deontologia: a) quanto aos doentes, 63. 6. Deontologia: b) quanto ao médico, 63. 7. Deontologia: c) quanto a si mesmo, 64.

Segunda Parte TERAPÊUTICA MAGNÉTICA

Introdução  65
VIII   — Enfraquecimento Infantil     66 
XDC  - OAdenoidismo    68
X       — Debilidade - Tendência Sincopai   69
XI      - AsAlgias    71
XII     - A Gripe    74
XIII   - A Insónia  77
XIV   — Febres Eruptivas      79
XV     - Doenças das Vias Respiratórias     82
XVI   - Perturbações do Aparelho Digestivo  85
XVII  - A Insuficiência Renal     89
XVIII — A Insuficiência Hepática     90
XIX   - O Reumatismo      92
XX     - A Ciática     93
XXI   - Os Distúrbios Cardíacos      94
XXII  - A Hidropisia      95
XXIII — A Asma e o Enflsema     97
XXIV - As Paralisias     98
XXV  - Os Agitados e os Espasmódicos   99
XXVI - Os Estuporados e os Asíênicos   100
XXVII - A s Dermatoses e as A Iterações Estéticas    102
Posfácio   103
Informações Adicionais
Livro NOVO.

Formato 19,5 x 13 cm

Editora Pensamento, 2ª Edição, 1995

104 páginas