A Técnica do Discípulo

A Técnica do Discípulo

Disponível: Sem estoque

Autor: Raymond Andrea, F.R.C.

Livro Usado

Nesta obra, esforcei-me por tratar o assunto do ponto de vista do neófito, à medida que ele busca qualificar-se desde o começo dos seus estudos, conhecendo pouco da Senda à sua frente, ou de como sua nova partida na vida reagirá sobre ele próprio e seu ..
saiba mais
Descrição

Detalhes

Em meu livro, A Técnica do Mestre, esbocei certos princípios de pensamento e ação, e métodos de disciplina esotérica, que parecem caracterizar o Mestre durante o treinamento de um discípulo. Estes princípios e esta disciplina constituem a fundação necessária sobre a qual um discípulo tem de construir, através do desenvolvimento gradual, uma estrutura ampla de equipamento teórico, de modo a atingir a alta iniciação. Tentei esboçar o assunto do ponto de vista do Mestre. Tomei como axiomático que os leitores aceitavam o fato da existência dos Mestres como personalidades vivas, realmente operantes, tanto neste plano material como no plano Cósmico, tendo pleno conhecimento das atividades da Ordem à qual nós, como membros, estamos ligados, e inspirando certos iniciados adiantados para que realizem essas atividades.

É evidente que, para os que não aceitam o fato da existência de tais Mestres, a técnica do Mestre e do seu discípulo não pode ter muita importância. O Rosacrucianismo, em seu aspecto esotérico, apóia-se na sintonia Cósmica, um alinhamento pessoal com as forças Cósmicas por meio do qual seu discípulo entra no estado de superconsciência. A técnica dos Rosa-cruzes tem sua origem na esfera do supercons-ciente. Portanto, suas leis e princípios têm de emanar de especialistas perfeitos, versados nesta esfera. Dizemos que existe uma Hierarquia Rosacruz, uma seção da Grande Loja Branca, formada de Mestres com delegação especial para promulgar uma técnica à qual estas leis e princípios são inerentes.

Em seu aspecto externo, a Ordem Rosacruz é uma organização que propaga um ensinamento sistemático, totalmente prático e de utilidade comprovada mundialmente; e, em seu aspecto interior, tem um caráter profundamente místico e esotérico. É neste último aspecto que a força operante reside e, aliás, dá orientação e estabilidade às múltiplas aplicações e usos na nossa vida cotidiana. É ali, também, que a técnica age e reage silenciosamente, através dos seus canais escolhidos, e é aplicada, com conhecimento e compreensão, à vida daqueles que ingressam e trabalham na Ordem. Sem essa técnica — trabalhando em silêncio e compreen-sivamente, a partir da fraternidade interna da Ordem, sobre e através da organização externa — esta última deixaria de existir; e a técnica, sendo carente desse campo para sua ação e uso, permaneceria uma possessão isolada e sem aplicação dos que são proficientes nela.

Nesta obra, esforcei-me por tratar o assunto do ponto de vista do neófito, à medida que ele busca qualificar-se desde o começo dos seus estudos, conhecendo pouco da Senda à sua frente, ou de como sua nova partida na vida reagirá sobre ele próprio e seu ambiente. Não é uma tarefa a que nos aventuremos com tranquila segurança; mas proponho escrever pela minha própria experiência na Senda e conduzir passo a passo o jovem aspirante, até que a luz e o conhecimento dissipem sua dúvida e a hesitação e ele veja a técnica a desdobrar-se e revelar-se em sua mente e na sua alma, e expressando-se habilmente nas suas mãos, no único e grande serviço a que nos dedicamos, o serviço do Mestre.
Comentários
Informações Adicionais
Livro USADO. Texto, gravuras e fotografias íntegros.

Formato 23 x 16 cm

Editora Renes, 1ª Edição

157 páginas