A Doutrina Secreta - Vol. 6

A Doutrina Secreta - Vol. 6

Disponível: Em estoque

Autor: H.P. Blavatsky
R$47,00
Icone Calcular Frete Loading
PrazoValor
Volume VI - Objetos dos Mistérios e Prática da Filosofia Oculta
saiba mais
Descrição

Detalhes

Primeira edição completa, em português, da monumental obra de H.P.Blavatsky, cuja edição original em inglês foi lançada simultaneamente em Londres e Nova Iorque no ano de 1888.

Escrito há mais de um século, esta obra continua atual. No entender da autora, a teosofia é a sabedoria divina, eterna, que, periodicamente é reapresentada aos homens, adaptada à época e às condições espaciais.

Por isso mesmo, esta obra é matéria bruta, erupção vulcânica que queima e destrói sem piedade os mitos. Há, em suas páginas, uma visão nova da História, da origem do homem e do universo, da pluralidade dos mundos e dos estados de consciência, das novas formas de energia. A obra toda foi dividida em seis volumes para tornar possível a um maior número de leitores o acesso à sabedoria de seu conteudo que tem por objetivo demonstrar que a Natureza não é uma aglomeração fortuita de àtomos; assinar ao homem o lugar que por direito lhe compete no Universo e evitar que sejam desvirtuadas as verdades arcaicas que constituem a base de todas as religiões. Neste volume a autora aborda as doutrinas esotéricas corroboradas em todas as Escrituras e da comparação entre a Doutrina Secreta e a Ciência.
Comentários
Sumário
Seção XLI — A Doutrina dos Avataras     11
Gautama Buddha tinha duas doutrinas: uma para os leigos e outra para seus Arhats — Buddha foi um Avatar de Vishnu? — Foi ele uma Encarnação Direta de um dos 'Sete Filhos da Luz'? — As Encarnações Divinas chamadas Avataras — A diferença entre Avataras e Jivanmuktas em que um Avatara 'é' e um Jivanmukta 'vem a ser' — Encarnações misteriosas de Adeptos -- Encarnações de Dharmakâyas e Nirmanakâyas — Os Adeptos podem guiar seus Princípios Internos a um novo Corpo — O Cardeal de Gusa encarnou em Copérnico — A Teoria do Renascimento aplicada a casos especiais -- Por que um Buddha, um Jesus ou um Shankarâchârya podem animar várias pessoas a um só tempo? — Um Dharmakâya 'sem resíduos' não pode reencarnar — Um Nirmanakâya 'com resíduos' pode voltar para ajudar a humanidade — O 'Homem das Dores' talvez tenha voltado mais de uma vez

Seção XLII — Os Sete Princípios      23
O conhecimento dos Sete Princípios elucida o Mistério de Buddha — Na Filosofia Oculta, a Consciência é per se a mais elevada qualidade da Alma Divina

Seção XLIII — O Mistério de Buddha    25
Esse mistério consiste em que, embora Gautama fosse a encarnação da Sabedoria Divina, teve que instruir-se e ser iniciado nos segredos do mundo, até que reapareceu nos Bosques de Benares -- Buddha revelou demais — Como consequência, precisou renascer como Shankarâchârya — Shankarâchârya não foi uma Reencarnação de Buddha, e sim um Avatara — Buddha, como um Dharmakâya, afastou-se do mundo, mas deixou Nirmanakâya para trabalhar depois dele — As três categorias de Buddhas — O Nirvana dos budistas e dos brâmanes — Shankarâchârya se utilizou dos Princípios que foram de Gautama — Cada um tem seu Bodhisattva e seu Dhyâny-Buddha, o 'Pai do Filho' - Semelhança entre os Salvadores, Gautama e Jesus — Jesus pôde deixar muito pouco a seus discípulos — O Karma ligado ao renascimento de um Nirmanakâya — CÇ dignificado do Sacrifício do Cordeiro — Shruti, a Divina Revelação, é eterna; Gautama a revelou — Gautama e Jesus abriram as Portas do Santuário proibido aos de condição inferior — Shankarâchârya desapareceu, mas perdura a crença de que ele esteja vivendo entre a Fraternidade de Shamballa.

Seção XLIV — 'Reencarnações' de Buddha        34
Bodhisattva chegou a ser um Buddha, por seu próprio esforço e mérito — As qualidades que um Buddha deve adquirir — O sacrifício do Buddha com o objetivo de ajudar a humanidade — A natureza dos mundos em que um Buddha atua — Volumes Secretos das Lamaserias tibetanas sobre a vida dos Grandes Sábios — Shankarachârya deixou seu corpo mortal, aos trinta e três anos, libertando o Bodhisattva que animava sua personalidade — O Mistério Kármico de Shankarachârya e o Buddha-Tsong-Kha-Pa, uma 'Encarnação' do Buddha — 'O lugar dos Três Segredos'.

Seção XLV — Um Sermão Inédito de Buddha        40
Um sermão dirigido aos Arhats sobre o mistério do Ser e do Não-Ser — O livre e espiritual Eu, sobre o qual Mâyâ não tem influência.

Seção XLVI — Nirvana-Moksha     42
As Coisas Eternas, conforme ensinou Buddha, de acordo com a interpretação das Igrejas do Norte e do Sul — O Éter, o Akâsha, o Espaço, a Eterna Raiz de todas as coisas, explorados pelos videntes de todos os tempos — O 'Deus' de Platão é a 'Ideação Universal' — Conceitos de Schopenhauer sobre a Vontade — A Vida presente em cada átomo — Os Orientalistas interpretaram erroneamente a natureza do Nirvana — O verdadeiro significado de Aniquilamento.

Seção XLVII — Os Livros Secretos de 'Lam-Rin' e 'Dzyan'    50
O Livro de Dzyan é o primeiro volume dos Comentários sobre os Volumes Secretos de Kiu-te — O Livro da Sabedoria Secreta do Mundo, origem arcaica de volumosos Comentários — Os Grandes Mestres da Montanha Nevada possuem o Verdadeiro Conhecimento — Os antigos Comentários devem ser lidos com o auxílio de uma Chave.

Seção XLVIII  —  Amita  Buddha, Kwan-Shai-Yin  e  Kwan-Yin,  o  que  dizem o 'Livro de Dzyan' e as Comunidades de Lamas acerca de Tsong-Kha-Pa              53
Tsong-Kha-Pa, Encarnação Direta de Amita (ou Amida) Buddha — O significado da palavra Amida ou Amitâbha.

Seção XLIX — Tsong-Kha-Pa, Lohans na China     55
Tsong-Kha-Pa, uma Encarnação de Buddha, proibiu a nigromancia — O 'Salão dos Quinhentos Lohans' nas cercanias de Pequim — As perseguições obrigaram os Arhats a fugir da índia e a buscar sossego na China, Tibete, Japão e outros países — Sâddhus e Yoguis vivem desconhecidos na índia — Quando os Iniciados da índia e do Tibete poderiam dissipar a densa treva que envolve a História do Ocultismo — Tsong-Kha-Pa ordena que os Arhats se esforcem por iluminar o mundo.

Seção L — Retificação de mais alguns conceitos erróneos                                           59
Os sublimes ensinamentos do Buddha só podem ser apreciados pelos Iniciados — As Palavras do Buddha têm um duplo significado — Os Graus da Hierarquia do Adeptado se baseiam nos Três Graus Principais: Pratyeka-Buddhas, Bodhisattvas e Buddhas Perfeitos — Os Ensinamentos de Nagârjuna e Aryâ-sanga — O Estado de Paramârtha transcende toda ilusão — Os Sistemas Yogachâryas são esotéricos — Yogachâryas e Vishishtâdvaítas tibetanos — O Dharmakâya Bodhisattva é infalível em estado real de Samâdhi — A Senda para a Emancipação se consegue mediante o Conhecimento (Iniciação) — Orientais materialistas — Datas relativas ao Budismo tibetano.

Seção LI — A 'Doutrina do Olho' e a 'Doutrina do Coração' ou o 'Selo do Coração'  68
A Verdade preservada nos Baluartes trans-himalaicos — Não é possível compreender as Religiões, até que cada uma revele seus últimos segredos — A 'Doutrina do Olho' significa Dogma e Letra Morta — A 'Doutrina do Coração', a única verdadeiramente real — A genuína Literatura Esotérica é ainda inacessível — O Budismo Esotérico ainda é preservado — Bodhidharma, fundador do Budismo na China — Como conhecer os Mistérios do Esoterismo.

ALGUNS APONTAMENTOS SOBRE A SIGNIFICAÇÃO DA FILOSOFIA OCULTA NA VIDA
 
Apontamento I
Advertência: Esta é uma Lei imutável nos domínios do Oculto — A máxima ocultista: 'Conhece-te a ti mesmo' — OM: Mantra da Quinta Raça — OM-MANI-PADME-HUM: Mantra da Quarta Raça — Por que a fórmula OM-MANI-PADME-HUM (Eu estou em ti, e tu estás em mim) significa também 'A Jóia no Lotus' — A potência do Som e da Cor e do Número — A natureza da Tríade Superior — Processos cósmicos e humanos comparados — TAT (AQUILO), a Incognoscível Raiz sem Raiz — Os números Dez e Sete
—  O Uno em Três, e os Sete Princípios — O Corpo Áurico sagrado — Centros cósmicos e seus Princípios microcósmicos — Correspondência dos Planetas com os olhos — Nós somos Sete em UM — Sete estados de consciência — A mulher é o perfeito número cósmico Dez — Todo ser humano é uma encarnação de seu 'Pai que está nos Céus' — O poder da palavra AUM ou OM, e AMEN — Por que a oração deve ser feita em recolhimento — Os Planetas, os Dias da Semana e seus correspondentes Metais e Cores — Brahmavidyâ, a Sabedoria Primordial — O que pode ser conseguido mediante o desenvolvimento de um amor universal à Humanidade.

Apontamento II
'Véus' e termos ocultos — O Dez é o Universo como um conjunto — Predomínio de um Princípio sobre Outro — Correspondência de Planetas, Metais e Cores — Os Planetas físicos são tipos de Mundos Psíquicos e Espirituais
—  O que sucede quando a Consciência individual se enfoca internamente — Os Anjos da Guarda dos quatro extremos da Terra — As Escolas esotéricas divididas em Círculos Internos e Externos — A significação de Linga Sharira
—  Significados esotéricos e exotéricos das Cores — As sete cores do espectro são emanações diretas das  Sete  Hierarquias  de Seres — Os Planetas  físicos regem somente o Corpo físico, e suas funções;  as Faculdades mentais, emotivas, psíquicas, e espirituais são influenciadas  pelas Propriedades ocultas que emanam  das  Hierarquias  dos Regentes Espirituais dos  Planetas  — Os  Sete Estados que culminam nos 'Princípios' do Homem — O 'Grande Tom' na Natureza — O simbolismo dos Planetas e os Princípios — O que é realmente a Magia — A Magia Divina é o Conhecimento da Inseparabilidade de nossos Divinos  'Eus' — Por 'Magia' Simão, o  Mago, designava  o Conhecimento dos Iniciados — A significação do Fogo — Sizígias ou Eões ativos e passivos
—  Os primeiros Seis Eões e o Sétimo — A Vida Una, a Divina Chama Inteligente — O Terceiro Mundo de Simão com sua Terceira Série de Seis Eões
—  O Homem deve desenvolver a Potência de seus 'Pais' — Em que consiste . o Tríplice Eão — Kriyâshakti, o Poder de produzir Formas objetivamente por
meio da Força da Ideação e da Vontade, da Matéria Invisível e Indestrutível
—  A Magia chamada agora Teosofia ou Sabedoria Divina, Poder e Conhecimento — Os 'milagres' de Simão — Simão e Helena, a Shakti do Homem Interno — A verdadeira Teurgia é a genuína Ciência Divina da Rája-Yoga — Duas classes de Teurgia — O que o Homem consegue através da Teurgia ou Râja-Yoga — Só os Grandes Adeptos podem perceber um 'Deus' em sua Forma verdadeira e transcendental —_A 'Jóia no Lotus' é o Homem espiritual ou Deus — Os Sete Princípios dimanam das Sete Grandes Hierarquias
—   Nosso Plano  é um Plano reflexo  —  A Escala Musical e  as  Cores, de acordo com o número  de  Vibrações, procedem  desde  o Mundo da Matéria até o Mundo do Espírito — Cores, Sons e Formas e seus  Correspondentes
—  Cores e Princípios — Os Estudantes devem dominar as Correspondências correias entre os Princípios humanos e os do Cosmos — As Raízes da Cor e do Som — Ordens, Hierarquias e o Homem — A Unidade da Divindade.

Apontamento III — Algumas palavras sobre os primeiros estudos        127
O estudo do Ocultismo procede do universal para o particular — Os Diagramas têm por finalidade familiarizar os estudantes com as Ideias Capitais das Correspondências Ocultas — Considerações sobre o Sigilo — A totalidade da Verdade é demasiado sagrada para que se exponha a todos; o Conhecimento dos pormenores é muito perigoso em mãos profanas — A Missão dos Espíritos Planetários é dar a Chave da Verdade e logo desaparecer — Tremenda santidade da Promessa — Os 'Irmãos da Sombra' e seu trabalho sobre os cérebros humanos — A diferença entre um 'Irmão da Luz' e um 'Irmão das Trevas' —  O aspecto luminoso e o aspecto tenebroso da Natureza — A razão dos 'Véus' nos Livros Ocultos — Os sete Tattvas — Princípios Eternos Básicos e Aspectos transitórios produzidos por eles — Natureza do Ovo Âurico em seus diversos significados — Operações do Karma e o Renascimento — Significado e correlação dos Tattvas — O Som é o substrato de Akâsha — Os sete Tattvas segundo os ensinamentos esotéricos — Os três e os quarenta e nove Fogos — Prânâyâma, a Ciência dos Cinco Alentos — Os três Nàdis: Sus-húmnâ, Ida e Pingalâ — A diferença entre os Sistemas de Râja-Yoga e Ha-tha-Yoga — Os sete Chakras principais se acham localizados na cabeça -Os Filhos de Fohat: Movimento, Som, Calor, Luz, Coesão, Eletricidade ou Fluído elétrico e Fluído neurótico ou Magnetismo — A Aura psíquica ao redor do indivíduo — A inversão das Cores Tattvicas pende para a Magia Negra — 'Véus' exotéricos e a morte da Alma — O Pentáculo traçado com o vértice para cima, signo da Magia Branca — O Ego Divino se infunde no feto, no fim do sétimo mês — A Vida na Consciência espiritual é uma consciente existência no Espírito e não na Matéria — A 'Segunda Morte' e Homens sem Alma — Personalidade e Individualidade — O Ego Superior no Devachan — Diferentes classes de 'Morte' — Em cima, a LUZ; embaixo, a Vida — Natureza ilusória da Personalidade física — O Quinto e Sétimo Princípios no Homem — A função de Buddhi e de Manas — O Ego individual é imortal — Natureza e funções de Antakharana — Nenhuma Personalidade alcança o Âtmà a não ser por meio de Buddhi-Manas — Avitchi e os seres humanos sem alma — Que sucede quando o Ego reencarnante se desprende da Alma psicoanimal? — Quem são os candidatos para o Avitchi? — A potência de uma palavra ou nome está no Ritmo ou Acento — Façamo-nos imortais mediante a identificação com Âtmâ-Buddhi-Manas, AUM ou Deus — A Divina Justiça do tCarma,

APÊNDICE
Notas sobre os Apontamentos I, II e III                                                                167
Todas as letras do alfabeto têm  sua Cor própria — A Cor e Número  dos Planetas e também das Constelações Zodiacais que correspondem a cada letra do alfabeto são necessários para formar uma Sílaba e mesmo uma Letra Operativa — O Quatro Pitagórico, símbolo do Cosmos — O Triângulo, o Quaternário e suas Correspondências e Cores_ — As Vibrações e os sete Sentidos.

Notas sobre alguns ensinamentos orais    173
Os três Ares vitais — O Ovo Âurico de um Adepto, de um menino e de um idiota — Hipnotismo e Mesmerismo — O Karma individual não pode entrar em ação até a Descida de Manas — O 'Morador do Umbral' - A pureza de vida do Adepto; seu amor, a harmonia com a Natureza, com o Karma e com seu 'Deus Interno' lhe dão seus poderes — O que constitui o Karma para o Ego reencarnante — A natureza de Mahat e suas Emanações — Somente o Conhecimento do Âtmâ-Buddhi-Manas pode incluir o Passado e o Futuro no Presente — O Estado Turíya e Âtmâ-Buddhi-Manas — As Nidâ-nas provêm dos Dhyân-Choans e Devas — Os Três e os Quarenta e Nove Filhos de Agni — A Sexta Raça terá duas medulas espinhais, e na Sétima fundir-se-ão em uma — Antahkarana é a Ponte imaginária entre o Manas Superior e o Inferior — O Antahkarana tem sete divisões — Os órgãos do corpo e suas Correspondências — O corpo físico não é um Princípio — O Quatorze significa a interferência dos Planos — A Natureza toda é uma caixa de ressonância — O Sexto e o Sétimo Sentidos fundir-se-ão no Som Akâshico —  Prâna é o Princípio Motor na Vida — Platão e Euclides eram Iniciados —  Sete Planos de Consciência cósmica e sua explicação — Mahat é a Entidade suprema do Cosmos — Mahat  se diferencia  ao animar  o Universo -Aspecto Manvantárico de Parabrahman e Múlaprakriti — Consciências Astral, Kâma-Prânica, Kâma-Manásica e Búddhica — Vigilante silencioso, os  Dhyân-Choans, os Pitris e as Hierarquias — Âtmâ-Buddhi-Manas no Homem corresponde  aos  Três  Logos   do  Cosmos  —  Insinuações   acerca  dos  Três  Logos 1) Potencialidade da Mente (Pensamento Absoluto), 2) Pensamento em germe, 3)  Ideação em atividade — Imaginação, primeiro passo para adquirir o Poder Kriyáshakti — O Sol que vemos é um reflexo  do verdadeiro Sol -A Lua — Os Planetas e nosso Sistema solar — Os termos sânscritos empregados no Ocultismo — Explicação dos Estados de Consciência correspondentes à Classificação Vedantina dos Lokas — Novas explicações sobre os Sentidos — Sete Lokas Divinos e Sete Lokas Terrestres comparados — Os Quatorze Lokas constituem todo o alcance  de Brahmânda, o Mundo Inteiro -Os Lokas e Talas são reflexos recíprocos — Estados de Consciência — O Amor Maternal — H.P.B. discorda do conceito ocidental da Consciência — As sete Escalas da Consciência — Provas da existência do Ego — A Glândula Pineal e o Coração — O Corpo Astral é molecular, o Ego é atómico, espiritual -O Manas Inferior dimana do Manas Superior — As qualidades determinam a índole  do Caráter — O  sentimento   de  Responsabilidade  é  o  Princípio  da Sabedoria — Os Fogos e Kundalini — Sete Estados de Percepção — O Homem  espiritual  está  no  Coração;   o  Homem  psicointelectual,  na   Cabeça  -Nada existe  no Macrocosmo que  não exista  no Microcosmo - - Vontade   e Desejo — Nosso Manas é um raio da Alma do Mundo que se afasta durante o Pralaya — Nomes e explicações das Doze Nidânas — Os Skandhas são os germes da Vida j em todos os  Sete Planos da Existência em corpos sutis -O Fogo é um Princípio Divino — Insinuações sobre o Futuro — Explicações sobre  o  Ego  —  A  Evolução  Monádica  --  Natureza   e  funções   do  Corpo Astral — O Devachan é um Estado num Plano de Consciência espiritual -Kâma-Loka é um lugar de Consciência Física.

Notas Adicionais       226

Bibliografia    233
Informações Adicionais
Livro NOVO.

Formato 23 x 16 cm

Editora Pensamento, 11ª Edição, 2007

234 páginas