Do Intelecto à Intuição

Do Intelecto à Intuição

Disponível: Sem estoque

Autor: Alice A. Bailey

Livro Usado

O propósito deste livro é tratar da natureza e do verdadeiro significado da meditação, bem assim, de sua aplicação em larga escala no Ocidente.
saiba mais
Descrição

Detalhes

O interesse suscitado atualmente pelo tema da meditação evidencia uma necessidade mundial que é necessa'rio compreender claramente. Quando encontramos uma tendência popular para uma direção particular e constante, pode-se assumir com segurança que dela surgirá aquilo que a raça precisa em sua marcha para diante. Que a meditação seja considerada como um 'modo de orar' pelos que dão definições irresponsáveis, é desgraçadamente verdade. Mas pode-se demonstrar que na compreensão exata do processo da meditação e na sua justa adaptação às necessidades da civilização moderna, encontrar-se-ão a solução do impasse atual da educação e o método pelo qual deverá ser comprovada a existência da alma — esta coisa viva a que chamamos 'Alma', à falta de melhor termo.

O propósito deste livro é tratar da natureza e do verdadeiro significado da meditação, bem assim, de sua aplicação em larga escala no Ocidente. Sugere-se que poderá eventualmente suplantar os métodos atuais de desenvolvimento da memória e revelar-se como fator potente na educação moderna. É um assunto que tem preocupado os pensadores do oriente e do ocidente durante milhares de anos, e esta uniformidade de interesse é, em si mesma, importante. Os próximos desenvolvimentos que farão a humanidade avançar no caminho do seu desabrochar de consciência estarão, certamente, na direção da síntese. 
Comentários
Sumário
A GRANDE INVOCAÇÃO 7

I-   PENSAMENTOS PRELIMINARES    9
A crise atual. O treino mental no Oriente e no Ocidente. Dois grupos de pensadores: os científicos e os mfsticos. A sua síntese.

II -   O PROPÓSITO DA EDUCAÇÃO  21
O impasse da educação. A educação das massas e a educação individual. A questão da educação. A emergência do homem real. A posse de um princípio intuitivo.

III -   A NATUREZA DA ALMA   -   41
Que é a alma? A natureza do mecanismo humano. As suas relações com o 'Ser mais profundo'.

IV-   OSOBJETIVOS DA MEDITAÇÃO  53
Comparação entre a meditação e a oração. A mente humana como uma faculdade. O seu uso relacionado.

V -   ETAPAS DA MEDITAÇÃO  71
Ajustamento mental e emocional. As cinco etapas do intelecto até a intuição: Concentração, Meditação, Iluminação e Inspiração. O emprego dos símbolos e das imagens.

VI-   ETAPAS DA MEDITAÇÃO (continuação)    91
O desenvolvimento da percepção consciente. A percepção passiva e ati-va. As duas atividades da mente. Os sentidos e a realidade.

VII-   A INTUIÇÃO E A ILUMINAÇÃO    113
O intelecto iluminado, a percepção intuitiva e a vida inspirada. O conhecimento mental do 'Ser mais profundo'. Definição da intuição. Coordenação da Alma, da mente e do cérebro. Conscientização do quinto reino na natureza.

VIII-   A UNIVERSALIDADE DA MEDITAÇÃO  135
O testemunho dos tempos. Os Místicos e os Conhecedores. A União ou Unidade mental com o 'Ser mais profundo'. A uniformidade da técnica. Os métodos tibetano, chinês, hindu, sufi e cristão.

IX-   A PRATICA DA MEDITAÇÃO 151
A nossa civilização ocidental e a meditação. Os sentidos, as glândulas, o cérebro e a mente. Algumas regras práticas de meditação. Algumas fórmulas de meditação.

X-   NECESSIDADE DO CUIDADO NA PRÁTICA DA MEDITAÇÃO 179 
O mundo das ideias. O perigo da fascinação, na meditação, da estimulação excessiva e do registro errado de fenómenos. O mundo da ilusão. O controle correto exercido pelo 'Ser mais profundo', através do contato intuitivo.

CONCLUSÃO   201

ÍNDICE DAS MATÉRIAS 203
Informações Adicionais
Livro USADO. Texto, gravuras e fotografias íntegros. 

Formato 23 x 16 cm

Editora Fundação cultural Avatar, 1ª Edição, 1984

208 páginas