Fatos da Parapsicologia

Fatos da Parapsicologia

Disponível: Em estoque

Autor: Joe. J. Heydecker
R$15,00
Icone Calcular Frete Loading
PrazoValor

Livro Usado

Introdução as Ciências Ocultas. Este livro não pretende e nem mesmo pode analisar todos os casos de manifestações paranormais. Quer introduzir o leitor a um campo cujos limites, hoje e por muito tempo ainda, não estão delineados.
saiba mais
Descrição

Detalhes

O Prémio Nobel CHARLES RO-BERT RICHET. professor de fisiologia na Universidade de Paris, resumiu assim a questão dos fenómenos para-psicológicos e de ocultismo: 'Apesar do maravilhoso progresso de nossas ciências, não lhes foi possível explicar a ocorrência de determinados fenómenos excepcionais, aos quais não é possível aplicar as leis até agora conhecidas da física, química e fisiologia. Uma vez que tais acontecimentos e forças não foram explicáveis oela ciência, esta, muito comodamente, ignorou-os. Mas, mesmo que neguemos ou reconheçamos estes fatos estranhos, isto não alterará a sua existência.

A Parapsicologia subjetiva é a parte de nossa ciência que trata puramente de fenómenos espirituais, que podemos aceitar, sem absolutamente alterar as leis da matéria viva ou morta, ou das diferentes energias físicas, luz calor, eletricidade e atração, e que estamos acostumados a medir e a determinar.

A Parapsicologia objetiva, em contrapartida, trata de determinados fenómenos materiais, que a mecânica comum não consegue explicar: movimentação de objetos sem serem tocados, casas assombradas, fantasmas, materializações fotografáveis, aparecimento de luzes e barulhos, todos estes fenómenos perceptíveis e verdadeiros para nossos sentidos. Assim, a Parapsicologia pode ser definida como uma ciência cujos objetos de estudo são os fenómenos mecânicos ou psicológicos que se manifestam aparentemente por forças de inteligência ou poderes desconhecidos, latentes na mente humana.

Existe um outro tipo de capacidade de percepção diferente das nossas ca-pacitações   comuns.   Existem   movimentos   de   objetos,   diferentes  dos movimentos comuns. Seria totalmente insensato não se querer estudar fenómenos incomuns através de métodos que em outras ciências já nos foram tão úteis; estes meios são a observação e a experimentação. Seria útil o estudo da biografia de santos,   pois   aparentemente   alguns santos viveram fenómenos, de fato, parapsicológicos. A auréola que circunda a cabeça, a bilocação (presença simultânea em locais distintos), o aroma de santidade, a invulnerabilidade ao fogo, a levitação, o falar de línguas estranhas, o dom da profecia encontram-se na vida de muitos santos,  como  São   Francisco de Assis, Santa  Teresa, Santa Helena, Afonso de Ligório, José de Copertino. Há muito tempo, ontem, e ainda hoje,   costuma-se ridicularizar a credulidade  de pessoas que acreditam em coisas como a flutuação de santos, as predições de sonâmbulos, pressentimento à morte em sonhos, curas em êxtase, as chagas de Cristo, casas assombradas, aparições, e desprezou-se indiferentemente  a crença em todas estas coisas, como algo sem importância, sem mesmo se pensar em algum tipo de exame da questão. Eu considero  isto como um grave erro. Certamente, nem tudo é verdadeiro nestas histórias, mas nem tudo é falso'.
Comentários
Sumário
Introdução   7
A parapsicologia na Antiguidade      11
Telepatia e vidência:      17
Telecinésia         29
Espiritismo     43
Espectros e aparições      51
Profecia       63
Magia^      87
Parapsicologia e documentação    103
Informações Adicionais
Livro Usado. Texto, gravuras e fotografias íntegros.

Formato 23 x 16 cm

Editora Freitas Bastos, 1ª Edição, 1984

105 páginas