A Doutrina Secreta - Vol. 1

A Doutrina Secreta - Vol. 1

Disponível: Em estoque

Autor: H.P. Blavatsky
R$47,00
Icone Calcular Frete Loading
PrazoValor
Volume I - Cosmogênese
saiba mais
Descrição

Detalhes

A cosmogênese descreve a origem do cosmo, e de tudo que existe nele, a partir do Princípio Uno, e a sua posterior evolução.
 
Segundo Blavatsky, o Princípio Uno (a Seidade Una ou Absoluto) é idêntico ao conceito de Parabrahman dos vedantinos (assim como esta palavra, muitas expressões no livro aparecem escritas em sânscrito) e ao Ain Soph dos cabalistas. A Seidade Una é, ao mesmo tempo, Existência Absoluta e Não-Existência Absoluta. A única percepção que nossa limitada consciência pode ter do Princípio Uno é entendê-lo como sendo o Espaço Absoluto Abstrato.
Importante observar que, para Blavatsky, este Princípio Uno não é o Deus criador das religiões monoteístas, pois sendo Absoluto e Não-Manifestado não pode criar. De acordo com o livro, o Deus 'criador' é um coletivo de seres intra-cósmicos, emanados do Princípio Uno, que trabalhou sobre a matéria, ordenando-a. Blavatsky chama os seres divinos desta hierarquia de Dhyan-Chohans. Segundo ela, estes seres são chamados no livro do Gênesis e na cabala judaica de Elohim.
 
Segundo a autora, a existência e evolução do Universo e dos planetas é uma alternância de períodos de atividade e inatividade, que ela chama de 'Dias e Noites de Brahman'.
 
No livro, a cosmogênese é descrita iniciando com a emanação de um Princípio da Seidade Una. Este Princípio, que Blavatsky chama de Brahman, diferencia-se em duas Forças opostas, Masculino-Feminino, Positivo-Negativo, que ela chama de Brahmâ. Esta Potência é a força 'criadora' que, no início de um período de atividade (chamado por Blavatsky de manvantárico), acorda o universo e inicia um novo ciclo.
 
Segundo a cosmogênese apresentada no livro, dois elementos inseparáveis formam o universo: a Ideação Cósmica e a Substância Primordial (chamada por Blavatsky de Mulaprakriti e, segundo ela, referenciada no livro do Gênesis como sendo o 'Caos primordial'). Uma, positiva e ativa, a outra, negativa e passiva. A ideação pré-cósmica é a raiz de toda a consciência individual, e a substância pré-cósmica é o substrato da matéria em seus vários graus de manifestação.
 
Esta cosmogênese é descrita por Blavatsky como uma 'fertilização imaculada' da natureza primordial pelo Espírito Universal. Ela descreve geometricamente isto por meio de um ponto inscrito em um círculo (formando, segundo ela, a década pitagórica, o ponto representando o '1' e o círculo o '0'), e diz que 'O Uno é um círculo não interrompido (anel) e sem circunferência, porque não está em parte alguma e está em toda a parte; o Uno é o plano sem limites do círculo, que manifesta um diâmetro somente durante os períodos manvantáricos; o Uno é o ponto indivisível, que não está situado em parte alguma, e percebido em toda parte durante aqueles períodos.' (A Doutrina Secreta).
Comentários
Sumário
Prefácio da Primeira Edição            11
Prefácio da Terceira Edição Revista          13
Prefácio da Quarta Edição (Edição de Adyar)                                                           15
H. P. Blavatsky: Sinopse de sua vida          19
Como foi escrita A Doutrina Secreta    24
Introdução       43
A necessidade de um livro desta espécie.   A antiguidade dos Documentos e Manuscritos.   O objetivo desta obra.

Volume I 
COSMOGÊNESE
Proêmio — Páginas de uns anais pré-históricos                                                           71
O mais antigo Manuscrito do Mundo e seu Simbolismo — A Vida Una, Ativa e Passiva — A Doutrina Secreta — Panteísmo — Ateísmo — 'O Espaço' em todas as Religiões e no Ocultismo — Os sete Elementos Cósmicos — Às sete Raças da Humanidade — As três proposições fundamentais da Doutrina Secreta - Descrição das Estâncias do Livro de Dzyan.

Parte I 
A EVOLUÇÃO CÓSMICA
Sete Estâncias do 'Livro Secreto de Dzyan' com Comentários \\ evolução cósmica nas sete estâncias do Livro de Dzyan       94
Comentários

Estância I — A Noite do Universo    100
As Sete Eternidades,— O Tempo — A Mente Universal e os Dhyân-Chohans - Nidânas ou Causas da Existência — Mâyâ ou Ilusão — Trevas, a Matriz Eterna — Os Princípios masculino e feminino na Natureza-Raiz — Os Sete Espíritos Criadores, os Dhyân Chohans — O Grande Sopro — A Causa do Universo Material — O Ser Uno é o Número de todos os Números — A Forma Una de Existência — O olho aberto de Dangma, um Jivanmukta — Âlaya, a Vida Una, ou Alma Universal — O Mistério do Ser Absoluto —• O mistério da hierarquia dos Anupâdaka.

Estância II — A Ideia de Diferenciação        114
Os Construtores —  Paranishpanna  — O Absoluto —  A  diferença entre o Ser consciente e o Inconsciente — Espaço, o Elemento Eterno e Único — A Consciência Absoluta contém o Conhecedor — O Raio de Vida penetra no 'Germe' — O Lotus, símbolo do Cosmos — O Quaternário: Pai-Mãe-Filho, como Unidade — O Filho: em cima, é todo o Cosmos; em baixo, é a Humanidade — Svabhâvat; a Essência Plástica Universal de Múlaprakriti — O Universo ainda estava oculto no Pensamento Divino.

Estância III — O Despertar dos Cosmos    121
Mahat (Inteligência Universal), o primogénito de Sabedoria — A última Vibração — O significado esotérico de Manvantara — O Sopro Eterno se move sobre as Águas da Vida, Caos — O Pensamento Divino impregna o Caos
—  O Ovo Virginal como símbolo do Universo — O Poder dos Números — O simbolismo Oculto — A Luz, o Onipresente Raio Espiritual — As Trevas, única  realidade verdadeira — Ò resplandecente Dragão de Sabedoria  — A Substância Cósmica se converte em Matéria Astral — O Fogo, a Inteligência que move o Universo — O Mistério dos Números — O Cisne, símbolo do Raio divino — Eletricidade, a Vida Una — Os primeiros Dhyân Chohans são 'Naturezas Primárias'   - A Trama do Ser — Fohat põe a Matéria Cósmica em Movimento — A Trama dilata-se e contrai-se — Fohat, a Eletricidade Cósmica.

Estância IV — As Hierarquias Setenárias     140
Os 'Filhos do Fogo' — Os Sete Sentidos Místicos — 'Não-Número', seu Significado — Os Primeiros Seres 'Primordiais' — A Ciência Sagrada dos Números — Os Animais Sagrados — O Mistério do Som e da Linguagem
—  O 'Exército da Voz', ou a 'Palavra' — A Alegoria oculta da Linguagem e da Mente — A Matéria Cósmica constituindo-se em Elementos — Svabhâvat, a Raiz plástica da Natureza física — O Círculo sem Limites — O Sol de nosso Sistema, o 'Excluído'' — A Doutrina Secreta da Evolução dos Planetas
—  Os Sóis são os Primeiros Centros de Força — Os Lipika, Registradores da Lei de Retribuição no Livro da Vida.

Estância V — Fohat, o Filho das Hierarquias Setenárias     156
Filhos da Luz — A raiz do Homem Espiritual se converte em Divina por meio da própria experiência — Cada Átomo possui potencialmente o Eu-cons-ciência — Os sete Dhyân-Budhas — Fohat, a Força Criadora Potencial — A Mente Universal representa as Legiões dos mais elevados Dhyân Chohans criadores — O Sistema Solar é constituído por sete Princípios — Fohat, em seu aspecto secundário, é a Energia Solar — Os 'Três' e os 'Sete' grandes passos de Vishnu — Círculos, curvas e Chakras — O Sete, um Número Sagrado
—  A Lei de Movimento vertical — A Evolução dos Princípios da Natureza
— A Unidade, uma lei fundamental na Ciência Oculta — O Mistério do Fogo
—  O Regente Celeste dos Quatro Pontos Cardeais — O significado real do Tabernáculo — O caráter das Rodas Aladas — Os Espíritos Planetários e os Lipika — O Anel 'Não passarás' — O Dia 'Vem a Nós'.

Estância VI — Nossso Mundo, seu Crescimento e Desenvolvimento     182
A Mãe, ou Matéria abstraia e ideal, a Raiz da Natureza — Palavra, Voz e Linguagem --Os Centros Laya são pontos de diferenciação - Fohat, o Espírito guia d» iei e da Vida -— Os Átomos da Ciência — A Evolução dos Elementos *— Ilusão e Reulidade — As Forças da Natureza — O Átomo Primordial, como 'Soma Total', carece de Limites.

Alguns   Conceitos   Teosóficos   Primitivos   Erróneos   Referentes   aos   Planetas,   às Rondas e ao Homem        196
Princípios do Homem e Divisão Planetária — Classificação dos Princípios do Homem — A Transmigração do Homem através de diferentes reinos
—  A Cadeia Setenária — Explicações acerca da 'Quinta' e à» 'Sexta Ronda'. Marte e Mercúrio em relação ao nosso Sistema Solar — Aquisição de Conhecimentos e Poderes — O Problema das 777 Encarnações — Os sete Ramor da Arvore  do Conhecimento.

Fatos e Explicações Adicionais Referentes aos Globos e às Mônadas
As Mônadas estão divididas em sete Classes ou Hierarquias — A Terra e as Cadeias Lunares — A Terra, Filha da Lua — As Legiões Monádicas classificadas — A Mônada floresce na Mônada Divina — A Mônada Espiritual é Única e Universal — As sete Classes de Pitris Lunares — Um tríplice esquema evolutivo na Natureza — O estado humano — Não podem entrar mais Mônadas, a Porta está fechada — A Doutrina Secreta e a Teoria de Darwin — Os Dhyân Chohans encarnados na Terceira Raça-Raiz — Os Antepassados dos Símios.

Estância VI — Continuação   232
A Quarta Ronda, o Equilíbrio entre o Espírito e a Matéria — A Queda do Espírito na Matéria — A Primeira Causa do Pecado — O Mistério da 'Tetraktys' — Significado de Satã — Os mundos 'sem forma' e os Mundos 'formativos' — A Guerra no Céu — O Nascimento dos Mundos — A Vitalidade Cósmica e Terrestre (Eletricidade) — Uma Idade de Brahmâ — Quatro Graus de Iniciação — Os Filhos da Vontade e do Yoga — O Iniciado Único e a Ilha Sagrada — Filhos de Kriyâshakti — O Sopro de Vida.

Estância VII — Os Progenitores do Homem na Terra                                             250
A Hierarquia dos Poderes Criadores — Os Sopros ígneos Informes ou Tríade Sephirothal Superior — O 'Homem Celeste' ou Adão Kadmon — A Primeira Ordem de  Seres Celestiais — Uma  Chama-Pai;   Inumeráveis   Chamas —  A Segunda Ordem: Fogo e Éter — A Terceira Ordem:  Âtma-Buddhi-Manas -A Quarta Ordem: os 'Jivas Imperecíveis' •- A Quinta Ordem: a Estrela de cinco pontas, que representa o Homem — As Ordens Sexta e Sétima, e as -qualidades inferiores do Quaternário — O Mistério do Ser — O Ser Humano, Um Mistério esotérico Tríplice — O Mistério Oculto da Antropografia — O Homem promana de um Homem Celeste — O significado de uma 'Ronda'
—  Arcanjos e Demónios — A Tríade Espiritual Imortal — O Fio da Vida
—  Metafísicos Caldeus — Doutrinas Ocultas e Cabalísticas — A Mônada é um Raio do Absoluto — O Homem Perfeito — A Vida e as Vidas — As Quatro Dimensões do Espaço — Permeabilidade, o próximo Sentido — Rondas e Dimensões — A Química Oculta — O Símbolo do 'Sanctum Sanctorum'
—  A Mônada é um Dhyân Chohan Individual — A Terra povoada desde os Céus.

Resumo     301
Ocultismo nos Upanishads — O poder e a importância do Ocultismo — A natureza dos Homens Celestes — O Espírito é dotado de Inteligência — Os Dhyân Chohans são duplos em seus caracteres -- A Matéria Eterna é a Sombra do Espírito — A Eternidade das Formas Humanas — O Vishnu Purana e Hermes Trismegisto comparados — Alguns Aforismos Ocultos — As Sete Shaktis (forças) -- Tudo é Relativo — Os Ocultistas são os campeões da Verdade.
 
Notas Adicionais   328
Bibliografia 331
GLOSSÁRIO     337
Informações Adicionais
Livro NOVO.

Formato 23 x 16 cm

Editora Pensamento, 18ª Edição, 2008

340 páginas