O Triângulo do Diabo

O Triângulo do Diabo

Disponível: Sem estoque

Autor: Richard Winer

Livro Usado

Onde milhares de homens, navios e aviões desapareceram sem deixar vestígios.
saiba mais
Descrição

Detalhes

O registro dos misteriosos desaparecimentos de navios no Triângulo das Bermudas, que o autor prefere denominar O Triângulo do Diabo, data dos tempos de Colombo, quando a armada de Bobadilla, carregada de tesouros, soçobrou no Mar das Caraíbas, e nunca mais aquela fatídica região da América parou de fazer vítimas entre navios, aviões e vidas humanas.

O autor acredita que às vezes possa haver exageros nas interpretações dos diversos desaparecimentos, sugerindo que uma boa pincelada de mistério faz vender jornais. Mas a verdade é que há casos que, pelas circunstâncias em que se registraram, são de causar arrepios de pavor ao mais calmo dos mortais. Como, por exemplo, o voo da Esquadrilha 19 que no dia 5 de dezembro de 1945 partiu da Base Aeronaval em Fort Lauderdale, ao Sul da Flórida, e desapareceu para sempre. A Esquadrilha se compunha de cinco aviões e realizava um voo de treinamento. Logo em seguida, um imenso Martin Mariner PBM, enviado à procura dos aviões perdidos, igualmente eclipsou-se sem deixar traços.

Detalhes que possam conduzir a uma explicação dos desaparecimentos por causas naturais são com frequência omitidos nos noticiários, destacando-se em seu lugar argumentos inteiramente exóticos. Richard Winer procura fugir a essas fantasias, adotando um critério objetivo na análise do fenómeno, louvando-se, inclusive, na versão oficial da Guarda Costeira Americana, sob cuja jurisdição se encontra o Triângulo. Contudo o autor não se furta também a mencionar acontecimentos para os quais não encontrou qualquer espécie de explicação natural. Assim é que transcreve versões que admitem até a participação de OVNIs nas estranhas ocorrências que se têm verificado no trecho de mar conhecido como O Triângulo do Diabo, em realidade, um quadrilátero do Oceano Atlântico. Afinal de contas, certo pode ser p ditado espanhol que diz: 'No creo en brujas, pêro que Ias hay, Ias hay.'

O AUTOR
Richard Winer nasceu em Sioux Falis, Estado de Dakota do Sul, e estudou na Universidade de Minnesota, diplomando-se em Pedagogia, no ano de 1951. Serviu na Marinha Americana durante a Segunda Guerra Mundial, lutando na Frente do Pacífico. Especialista em documentários, fez, não há muito tempo, um filme narrado por Vincent Price, com o mesmo título deste livro. Durante quatro anos pesquisou O TRIÂNGULO DO DIABO cobrindo com o seu barco à vela, o Running Bowline, todos os perímetros da região, sobrevoando-a e até visitando o leito do mar, a 360 metros de profundidade.
Comentários
Sumário
Introdução        11
1  —  Voo para o desconhecido         13
2  —  Primórdios   ,       34
3  —  Para além do horizonte azul          38
4  —  Viagens sem destino          65
5  —  O Cyclops          92
6  —  De todos os marinheiros, o maior        113
7  —  Transportes de enxofre      118
8  —  Natal, tempo das Bruxas        126
9  —  Na praia         133
10  — Os navios fantasmas        142
11  — Recentes acontecimentos       159
12  — Natural ou sobrenatural        170
Bibliografia      184
Informações Adicionais
Livro Usado. Texto, gravuras e fotografias íntegros.

Formato 21 x 14 cm

Editora Record, 1ª Edição, 1974

185 páginas