Projeção do Corpo Astral

Projeção do Corpo Astral

Disponível: Sem estoque

Autor: Sylvan J. Muldoon & Hereward Carrington

Livro Usado

Neste livro as experiências realizadas e vividas pelos autores projetam muita luz sobre a continuidade da vida póstuma, elucidando numerosas lendas correntes a respeito dos milagres de desdobramentos, ou de múltiplas personalidades.
saiba mais
Comentários
Sumário
PREFÁCIO 7

INTRODUÇÃO por Hereward Carrington 11

EXTRATOS DAS CARTAS DO SR. MULDOON  39

Capitulo I — Conhecida na Antiguidade a Projeção do Corpo Astral Minha primeira Projeção Astral Consciente  45

Capítulo II - Catalepsia Astral  55

Tipos de Projeção. Sonambulismo Astral. Interrupções conscientes durante o sonambulismo astral. Projeção à distância. Velocidades do fantasma. Morbidez — Incentivo à projeçâb. Exteriorização astral instantânea. Uma projeção consciente efémera. Regularidade de projeção instantânea. Exteriorização devida a uma colisão. Projeção causada por um passo em falso. Lei fundamental da projeçSo astral. Projeção intencional ou não são ambas resultantes da mesma causa. O significado da 'incapacidade' física. Onde está e o que é a mente consciente ? O estado hipnogógico, a neurose e o sono. Sensações e emoções nos vários estágios da exteriorização.

Capítulo III - Percurso do Fantasma em Projeção
Sintomas de exteriorização. O cordío astral. Faixa de atividade do cordão. In teriorizaçâo devida a um barulho. Repercussão do corpo astral.

Capítulo IV - Sonhos Típicos de 'Projeção' 86
Causa dos sonhos de 'queda'. Tipos de 'quedas' ou interioriza-ções. Causas das 'quedas' diferentes. Como cessar a repercus-sío no sonho de queda. Tipos de sonhos de voo. Sonho de balanço do corpo e da cabeça. Sonho de pancadas na cabeça. Sonho de movimento em direçSo a um objeto fantástico. Sonhos ilusórios.

Capítulo V - Efeito da Instabilidade
Excentricidades dos sentidos. Duplo sentido do tato. Insensibilidade do fantasma. Equívoco dos sentidos no transe hipnótico. Dupla sensibilidade e obsessSo. O caso do '89'. O caso da baioneta. Duplicidade e subterfúgios. Batimento à vontade, durante a exteriorização.

Capitulo VI - A Finalidade do Sonho
Controle do sonho. Os nervosos sSo mais adequados às experiências psíquicas. Liberdade do fantasma fora da faixa de atividade. Projeçfo prolongada. O projetor nSo se perde. Recuperação do físico durante a projeção. Nâ'o mortos, dormindo ! Cordão astral e cordão umbilical.

Capítulo VII - Ponto de contato da 'Linha de Força' astral com os corpos 141
Virada no ar. Os quatro cérebros do homem. A glândula pineal. O corpo pituitário. A energia cósmica. Pontos de vista do Dr. Lindlahr. Alimento, jejum e desenvolvimento psíquico. Aumento de energia cósmica pelo jejum. Como o jejum ajuda a projeção astral. A consciência utiliza a energia.

Capítulo VIII - A Consciência durante a Projecto Astral 156
Experiência de sonho real. O despertar astral causado por um barulho. O mundo do sonho. Método do controle do sonho para a projeçío. O próprio sonho projetará o fantasma. Resumo do método de controle do sonho. Trazendo a consciência ao corpo de sonho.

Capítulo IX - Fatores estimulantes da Vontade subconsciente 
Como descobri o fator ativista do 'desejo'. A 'pressão' dirige a açSo do fantasma inconsciente. O desejo sexual — Fator negativo. A projeçSo é mais fácil num lugar familiar. Projeçâo de um lugar estranho para outro familiar. A 'pressSo' do desejo ou do hábito sobre os mortos. O fantasma inconsciente às vezes move objetos materiais. Uma 'assombração' sob a pressão de um hábito agradável. A 'assombração' da madrugada. O fator 'enervaçSo'.

Capítulo X —  Determinação da 'pressão' adequada a empregar no desenvolvimento
Incapacidade — A diferença entre projeçâo e sonambulismo. ProjeçSo pela sede. Sonambulismo físico pela sede. A importância da 'incapacidade' como fator. Alguns fatores positivos secundários. Repercussão de ruídos. Luz - fator negativo. — Interiorização por excesso de luz. Repercussão telepática.

Capitulo XI - Como Induzir a 'Incapacidade' 213
Desenvolvimento da consciência do eu. Dinamização da pro-jeção. O que é a 'Vontade'? Sonhos típicos de projeção. Como instilar a pressão da rotina. Como instilar a pressão da sede. Projeção em busca de água.

Capitulo XII - Raridade da Projeção Consciente 232
A vontade passiva. Indução da projeção pelo método da vontade passiva. Resultados produzidos pela dinamização da projeção. Projeções típicas.

Capitulo XIII — A Mente Cripto-Consciente  248
Manifestações cripto-conscientes, e não de fantasmas dos mortos. Modos de funcionamento da mente. Uma projeçío super-consciente. Projeção automática. Uma experiência horrível. Porque as vítimas de morte violenta revivem suas mortes no corpo astral. O caso de Irene.

Capitulo XIV - A Mente Cripto-Consciente e a Telecinesia 265 
Movimento de objeto físico pela projeçío astral. 'Batimentos' durante um sonho. O sexo e o corpo astral. Inter-rela-çSo das contrapartes física e astral. Composição do corpo astral. O peso do corpo astral. O traje do fantasma. 'O homem é o que ele pensa'. Purgatório. O Pensamento sustém o corpo astral. Não são numerosos os fantasmas presos à Terra. Encontro com um inimigo astral.

Capitulo XV - Obsessão 290
Os Registros Acásicos. Vivência de acontecimentos futuros no corpo de sonho. Muitos sonhos clarividentes confundidos com projeçOes astrais. A consciência do sonho não é a consciência real. Morte, mera projeção permanente.

Capitulo XVI - A Projecto Astral 308
Projeção sob anestesia. Um sonho original. Pode haver outros métodos. Uma profecia. Todos têm capacidade de autoproje-ção. Quanto à moral. A teoria do demónio. Conclusão.
Informações Adicionais
Livro Usado. Textos e gravuras em perfeito estado.

Formato 19 x 13 cm

Editora Pensamento, 5ª Edição, 1965

318 páginas