Universo: As Inteligências Extraterrestres

Universo: As Inteligências Extraterrestres

Disponível: Sem estoque

Autor: Ronaldo Rogério de Freitas Mourão

Livro Usado

Nesta obra estão reunidos os principais artigos publicados no Jornal do Brasil, em suas crônicas semanais
saiba mais
Descrição

Detalhes

Muito ganhamos e perdemos nesta segunda metade do século XX. Uma parte não desprezível desses lucros e perdas se deve à Astronomia e às pesquisas espaciais. Fomos à Lua e, de algum modo, fomos a Vénus, Marte, Júpiter, atravessamos sem um arranhão o cinturão de asteróides. A estas horas, uma nave automática se dirige para fora do sistema solar, levando nossa imagem e nossa música. Leva também uma bela mensagem, que há vinte anos seria pura ficção científica. 'Nós, ,o Homo Sol, habitantes do planeta Terra, desejamos ingressar na Confederação Galáctica' ... As palavras não são exa-tamente essas, mas o sentido é. Clarke e Asimov se reconhecem no projeto de Cari Sagan. Haverá lugar para nós na Confederação Galáctica? O astrónomo brasileiro Ronaldo Rogério de Freitas Mourão refere-se a, pelo menos, l irilhão como sendo o número de prováveis civilizações galácticas altamente avançadas. Por que, então, jamais recebemos até hoje as visitas de outras civilizações? Seriam mesmo, essas supercivilizações, 'eternas prisioneiras de seu próprio sistema planetário, em virtude das enormes distâncias interestelares'? Para Mourão, 'se raramente se confirmam as previsões otimistas da ficção científica, devemos lembrar que, às vezes, também não se confirmam (felizmente) as previsões pessimistas da ciência'.

Nesse embate cordial entre ciência e ficção, perdemos os canais de Marte, os oceanos de Vénus, a superfície sólida de Júpiter, a invasão dos marcianos em 1960, a guerra nuclear nas décadas de 50/60, mas ganhamos vulcões em Marte e no satélite Io, anéis em Júpiter e Urano, um companheiro para o frio Plutão, uma rotação mais rápida para Mercúrio e mais lenta para Vénus, e a paz. Os mistérios, um a um, se dissipam.

Por tudo isso, o bom cientista (não o técnico, o especialista no parafuso de cabeça boleada n? 5) deve ser, e geralmente é, humanista, um curioso e um homem dotado de imaginação criadora. Poucas ciências se expandiram mais do que a Astronomia, a qual saltou para além dos cálculos matemáticos. Os astrónomos não se contentam mais em catalogar estrelas. Sir Harold Spencer Jones, Astrónomo Real, escreve Life on Other Worlds. Fred Hoyle, aos seus livros de Astronomia e às suas aulas em Cam-bridge e na Califórnia, junta alguns romances de ficção científica, prefacia Ray Bradbury. Chklovski, diretor do Instituto de Astrofísica de Moscou, tece hipóteses sobre a conquista do Cosmo na obra, cheia de epígrafes poéticas, Universo Vida Razão.

Nessa grande família de astrónomos pensadores e criadores se inscreve, desde muito, o Professor Ronaldo Rogério de Freitas Mourão. Tive a honra de apresentar um de seus livros, Alo Galáxia (Linha Ocupada). Pude conhecê-lo melhor quando o entrevistei acerca da aproximação entre ciência e ficção, especialmente nos filmes. Alguns dos artigos seus que me serviram de roteiro se acham neste Universo: As Inteligências Ex-traterrestr.es. Não me cabe, obscuro leigo, chamar a atenção para as excelências de seu conhecimento cien-ffico. O que torna este livro uma leitura sobremodo atraente para todos os públicos é a maneira clara e elegante — quase diria, também, amena se não fosse um adjetivo traiçoeiro — como ele aborda e expõe temas difíceis e altamente especializados, fazendo com que sintamos sua atuali-dade e sua importância em nossi vida e em nosso futuro. Entre o Pro-blème Martien, de Vaucouleurs, e o Space Frontier, de Von Braun, Ronaldo Rogério de Freitas Mourão sabe estabelecer o meio-termo ideal para efeito de comunicação com o leitor. Sua posição é otimista, mas não utópica. Sua antevisão é arrojada, mas crítica e atenta às contingências pconômicas, sociais e políticas que regem a aplicação da ciência e da tecnologia. O humanista esclarece um detalhe nas Cartas Chilenas, onde surge misterioso cometa. O homem de imaginação especula sobre os seres extraterrestres. É muito curioso o trabalho sobre a astronomia dos nossos índios. E muito pertinente a observação de que protestamos contra o alto ci'sto das pesquisas espaciais, mas gastamos o dobro com chicletes.
Comentários
Sumário
Prefácio 
Rotação da Terra, mudanças climáticas e consequências
económicas        11
A guerra nas estrelas da Terra      15
O nascimento da engenharia espacial       18
Um objeto voador perfeitamente identificável       21
Ficção científica e ciências espaciais       25
Astrónomos  desempregados  nos  EUA  criam instituição
de pesquisa         29
As erupções solares, suas causas e efeitos       32
A mais espetacular explosão estelar dos últimos mil anos     35
Os efeitos das ciências espaciais sobre a economia      38
A Terra espiona o espaço      42
Telescópio de espelhos múltiplos      45
Satélites com reatores atómicos      49
A conquista de Vénus       53
O comportamento dos animais auxilia os cientistas chineses a preverem os terremotos      57
O meteorito de Santa Catarina e as descobertas de Danon     60
A longevidade das civilizações interestelares         63
EUA e URSS: quem está na frente na corrida espacial      65
O ar condicionado contra a energia solar       75
Origens extraterrestres do homem       77
A volta do Skylab à atmosfera      80
A astronomia dos índios Tupis      83
Acertando os relógios com raio laser       87
Descoberto um satélite no planeta Plutão      89
Uma multissonda para o planeta Vénus       93
A rede elétrica dos EUA influencia e magnetosfera?       97
Como seriam os extraterrestres?      100
Um contato do terceiro grau seria possível?     106
Bem-vindos ao clube galáctico    111
Vbltaire e o cosmos     116
Dentro de cinco mil anos uma nova idade glacial    120
Escolha de sítio de um observatório    124
As misteriosas nuvens de Vénus    128
Mineração  dos asteróides       132
A guerra espacial já é uma realidade    135
Um gélido apocalipse      138
Um exemplo para o Brasil     142
Detectados os efeitos das ondas gravitacionais      147
O  universo oscilante    151
Einstein visita o Observatório Nacional     156
Einstein no Brasil    159
Existirá uma antientropia?       163
O eclipse de Sobral     167
Einstein e a Astronomia     174
Os anéis de Júpiter, Jô Soares e os gastos com chicletes    179 
Christian Huygens e o nascimento da Astronomia profissional      183
A Voyager observa as primeiras erupções vulcânicas extraterrestres       189
A pesquisa espacial nos próximos cem anos     195
Seriam dos discos voadores seres vivos?       202
Einstein no Corcovado    204
Como nascem as estrelas    208
O criador do miniburaco negro
Descobrindo os segredos de Júpiter    2]
Buraco negro newtoniano     221
O mistério das Cartas Chilenas    224
O cometa de Halley em 1986     228
Cem dias isolados no espaço''    232
Informações Adicionais
Livro USADO. Texto, gravuras e fotografias íntegros. 

Formato 21 x 14 cm

Editora Francisco Alves, 1980

224 páginas