Voltou mas, Esqueceu...

Voltou mas, Esqueceu...

Disponível: Sem estoque

Autor: Florence L. Barclay

Livro Usado

Estas páginas põe-nos em face de um dos mais belos romances até hoje escritos, tendo por tema a doutrina da reencarnação.
saiba mais
Descrição

Detalhes

Estas páginas põe-nos em face de um dos mais belos romances até hoje escritos, tendo por tema a doutrina da reencarnação.

'Returned Empty', que traduzimos por 'Voltou mas, esqueceu...' está longe, entretanto, da obra de ficção convencional. Em sua maior extensão é, antes, um demorado poema em prosa, um como que roteiro noturno entre névoas trágicas, em meio às quais, todavia, inesperadamente abrem-se rasgos luminosos de transfigurada e mágica beleza. 

Então desvendam-se horizontes carmesins e ouro, em glórias de pôr-do-sol e a claridade azul da Estrela-da-tarde ilumina as páginas que se está a ler. Gaivotas tatalam asas entre gritos de prata, sobre a maré vazante, e o cheiro acre e doce dos fetos amassados alcança-nos o olfato. 

Bem no fundo, porém, se apurarmos os ouvidos, capturaremos o bimbalhar dos sinos dos afogados e são eles, esses sinos fantasmas, que atraem o homem solitário que vaga na noite em busca das lucilações que indicam o fogo das lareiras, a família e o Lar com que sonhara. 

Entretanto ele deve permanecer do lado de fora, apenas contemplando, e quando a porta se lhe abrir é para que comece o delírio longo, o pesadelo desperto, pois que ele voltara ao Lar mas... esquecera!

Voltara, mas esquecera... Este é o tema do solene e fulgurante concerto que se inicia com a frase vaga e sonolenta: 'Uma ilimitada extensão de mar cor-de-opala, calma e sem ondas...' e segue num despertamento irreprimível para expirar no período conciso e definitivo, tomado de empréstimo a Robert Herrick: 'Afãs a fuá e noite, ambas, hão de solver-se num só dia sem fim.'

Comentários
Informações Adicionais
Livro USADO. Texto, gravuras e fotografias íntegros. 

Formato 18 x 13 cm

Editora O Clarim, 2ª Edição, 1981

170 páginas